CEFET-MG

Graduação

A ENGENHARIA DE MATERIAIS

O curso de Engenharia de Materiais do CEFET-MG, implantado em 2008, foi o primeiro curso na área específica de materiais em instituições federais de ensino superior no estado de Minas Gerais. Sua criação se deve ao crescimento, sobretudo nesse estado, dos segmentos de mineração e siderurgia e das indústrias que processam ou fazem uso dos materias deles derivados.

Possui diferentes ênfases: Materiais Cerâmicos, Metálicos, Poliméricos, Biomateriais e Compósitos, possibilitando ao bacharel em Engenharia de Materiais atuar numa das áreas de ponta da indústria, que é a pesquisa de novos materiais, bem como o estudo de novas alternativas de aplicação dos materiais já conhecidos, buscando o aperfeiçoamento de suas propriedades e criando combinações que resultam em produtos inéditos.

Capacitado para dominar diversas técnicas de processamento, caracterização, seleção e avaliação de desempenho dos materiais empregados em todos os ramos da Engenharia, ele é preparado para trabalhar com aços e ligas especiais, biomateriais, cerâmicas eletrônicas, cerâmicas refratárias, compósitos, fibras óticas, ligas refratárias, materiais de construção, materiais nucleares, materiais recicláveis, metais estruturais, plásticos de engenharia, polímeros em geral, semicondutores, supercondutores, vidros.

O engenheiro de materiais adquire sólida base de conhecimentos científicos e é habilitado a atuar na gestão e supervisão técnica de projetos e processos de produção, e no desenvolvimento de novos materiais, cuidando de todo o processo produtivo, desde a seleção da matéria-prima e definição dos métodos de produção até o emprego dos materiais. Compete a ele a supervisão, estudo, projeto, especificação, assistência, consultoria, perícia e pareceres técnicos; o ensino, pesquisa, ensaio, padronização e controle de qualidade; e atividades referentes ao processamento de materiais para a indústria.

O PROFISSIONAL

Matemática, Física e Química são as principais áreas de conhecimento necessárias para a capacitação do engenheiro de materiais, que poderá atuar no desenvolvimento de estudos, ensaios e avaliações de desempenho dos materiais para minimizar os custos e garantir maior qualidade ao produto final, assim como lidar com estudos de viabilidade técnico-econômica, de reciclagem e de controle de qualidade dos materiais. Ele também poderá atuar na gestão e supervisão técnica de projetos e processos de produção, e em todo o processo produtivo, desde a seleção da matéria-prima e definição dos métodos de produção até o emprego dos materiais.

O estudante de Engenharia de Materiais deve gostar de atuar no campo da pesquisa de novos materiais, como também no estudo de novas alternativas de aplicação dos materiais já conhecidos, e, ainda, na supervisão, estudo, projeto, especificação, assistência, consultoria, perícia e pareceres técnicos. Ele pode também atuar no ensino, pesquisa, ensaio, padronização e controle de qualidade e nas atividades referentes ao processamento de materiais para a indústria.

Interesse nos aspectos humanísticos, liderança, motivação, trabalho em equipe e administração de conflitos são algumas das habilidades que este profissional deve desenvolver. Ele também deve estar em sintonia com aspectos econômicos vigentes, noções de direito tributário e do trabalho, de comércio, de administração, de ecologia e de legislação ambiental, para ser capaz de enfrentar os vários desafios tecnológicos e as mudanças estruturais nas relações e nas funções econômicas e sociais, assim como nas relações de trabalho, causadas pela velocidade crescente com que as novas tecnologias são introduzidas em nosso cotidiano.

O MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho se mostra bastante atraente para o engenheiro de materiais, já que muitos profissionais desta área ocupam posições de responsabilidade em empresas privadas e estatais, particularmente vinculadas aos setores de pesquisa e desenvolvimento. Dentre outros setores, ele pode trabalhar em áreas relacionadas com materiais no campo das Engenharias Biomédica, Aeronáutica, Mecânica, Eletroeletrônica, Nuclear e Petroquímica, e nas indústrias de transformação. No que concerne a sociedade moderna, a função do engenheiro de materiais é estratégica para o crescimento tecnológico e econômico de um país, já que ele exerce papel relevante para a busca de soluções economicamente criativas e de alternativas de materiais ecologicamente corretos.

A descoberta de novos materiais e a otimização dos já existentes são de grande importância não apenas para o desenvolvimento de novas tecnologias, tais como as relacionadas com as energias alternativas, mas também para o aumento da eficiência de setores produtivos tradicionais como o automobilístico, aeronáutico, alimentício, de telecomunicações, agrícola e da construção civil. Por sua vez, a área da saúde é beneficiada com o desenvolvimento de novos materiais que propiciem uma melhoria na qualidade de vida dos seres humanos. O estudo de materiais também se estende ao controle das condições ambientais, ao desenvolvimento de tecnologias limpas e, acima de tudo, na busca de soluções que diminuam os rejeitos e facilitem a reutilização e a reciclagem de produtos de consumo em geral.

DURAÇÃO: 5 anos
TURNO: diurno do 1º ao 8º períodos e noturno nos 9º e 10º períodos
Nº DE VAGAS: 40 por semestre
CAMPUS: Belo Horizonte Campus I

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS